ROUBE COMO UM ARTISTA

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

ROUBE COMO UM ARTISTA

Quanto mais ideias boas você tiver coletado, mais ideias boas você terá.

Mastigue um pensador – escritor, artista, ativista, alguém exemplar – que você realmente ame.
Estude tudo que há para se conhecer sobre esse pensador. Em Seguida, encontre três pessoas que esse
pensador amou e descubra tudo sobre elas.
Repita isso quantas vezes puder. Vá subindo na árvore o mais alto possível. Uma vez montada a sua
árvore, é hora de fazer brotar seu próprio galho.

Leia Sempre. Vá à biblioteca. Há magia em estar rodeado de livros. Perca-se pelas estantes. Leia
biografias. O negócio não é o livro com o qual você começa, mas o livro ao qual aquele livro te levará.

Colecione livros, mesmo que não planeje lê-los no momento. O cineasta John Waters falou “Mada é
mais importante do que um biblioteca não lida”

Carregue um caderno e uma caneta com você aonde quer que vá. Acostume-se a sacá-los e a tomar
nota dos seus pensamentos e observações. Copie suas mensagens favoritas dos livros. Grave conversas
que ouviu por aí. Rabisque enquanto fala ao telefone.

Viu algo que vale a pena roubar? Ponha no arquivo de furtos. Precisa de um pouco de inspiração?
Abra o arquivo de furtos. Repórteres jornalísticos chamam isso de “arquivo morto” – gosto ainda mais
desse nome. Seu arquivo morto é onde você mantém as coisas mortas que mais tarde você reanimará
no seu trabalho.

FINGIR ATÉ CONSEGUIR.

O mundo é um palco,
E todos os homens e mulheres não passam de meros atores:
Eles entram e saem de cena;
E cada um a seu tempo representa diversos papéis. 

  1. Finja ser algo que você não é, até ser – finja até ser bem-sucedido, até todos te olharem da
    maneira como você quer; ou
  2. Finja fazer algo até estar realmente fazendo algo.

Você precisa se vestir de acordo com o trabalho que quer, não de acordo com o trabalho que tem,
começar a fazer o trabalho que quer agora.

COMECE COPIANDO

Comece copiando o que você ama. Copie copie copie copie. Ao final da cópia, você entrará a si
mesmo – Yohji Yamamoto

Aprendemos a escrever copiando o alfabeto. Músicos aprendem a tocar treinando escalas. Pintores
aprendem a pintar reproduzindo obras-primas.

Aqueles que não querem imitar nada, produzem coisa alguma. – Salvador Dalí

Primeiro, você tem que descobrir quem vai copiar. Depois, tem que descobrir o que vai copiar.

Você começa reescrevendo o catálogo dos seus heróis. – Nick Lowe

E você não rouba apensas um dos seus heróis, rouba de todos eles.

Se você copia de um autor, isso é plagio, mas se você copia de muitos, é pequisa.

Se há uma pessoa que te influencia, todos os dirão que você é o seu sucessor. Mas se você rouba
de cem pessoas, todos dirão que você é muito original! – Gary Panter

Não se limite a roubar o estilo, roube o pensamento por trás do estilo. Você não quer parecer os seus
heróis, você que enxergar como eles.

A razão de copiar seus heróis e o estilo é que assim você talvez vislumbre o que vai em suas mentes.
É isso o que você realmente quer – internalizar o modo como eles olham para o mundo. Se você apenas
mimetizar a aparência do trabalho de alguém sem entender de onde ele brota, seu trabalho nunca será
mais que uma farsa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *